Eu penso (também) assim:

Desejaremos, um dia, o que vivemos: realidade fugaz dos sentimentos,
cheios de paz, de gozo e amor insano!



3 de fevereiro de 2010

Sem título!


Hoje fez um dia lindo.
Daqueles dias de céu tão azul, mas tão azul que você acha que pode tocar o infinito.
Nem parecia com os dias anteriores, de chuva, e o melhor é que não havia sinais de fechar o tempo. Que maravilha. meu Deus!!

Deu vontade de caminhar calmamente pela rua. Coloquei uma roupa leve, tênis, óculos escuro, liguei o mp3 e fui... Fui ver como as pessoas se comportam em um dia tão simples e tão bonito.

Caminhei como se a rua desnivelada desse um pouco mais de charme ao cenário.
Foi quando avistei um casal, andando harmoniosamente na minha frente, iam descontraidos, rindo. Pareciam felizes!
De repente, me veio a pergunta: “Quando é que sabemos que estamos gostando realmente de uma pessoa?
Sempre pensei que fosse ser acometida por paixões avassaladoras por todo o tempo da minha vida. Essas que a gente bate o olho e sabe no melhor estilo pá-pum que é isso. Mas ao mesmo tempo que me alimentava, me assustava com os efeitos que as “ditas” paixões avassaladoras causavam em mim.

Das duas uma, deixei eu de ser medrosa ou findei um ciclo de paixões platônicamente avassaladoras?
Quer saber? Pouco importa.
A música vai acabar.
Eu tenho que voltar pra casa.
E eu não devo esquecer que de vez em quando é bom, mesmo que tardiamente sair dos entretantos e chegar aos finalmentes.

7 comentários:

Miguel disse...

Queridamiga,
é muito bom te ver na ativa e escrevendo, como sempre, muito bem!
Na verdade as´paixões bombásticas, em certo tempo de nossas vidas, perdem toda a significância, e a Razão passa a nos dirigir.
Eu, como é do seu conhecimento, estou vivendo uma paixão pé no chão, e estou muito feliz cpom ela.
A vida nos da surpresas quando não mais as esperamos.
Isso é prá lá de otimo.

Luma Rosa disse...

Amor/paixão chegam e nos dão rasteira, quando vemos, já era! Essa de pé no chão, não é nada! (rs*) com razão não se ama, porque o próprio amor não tem juízo! Aproveita quando sentir que está amando! Às vezes se ama apenas uma vez na vida! Beijus,

Soninha disse...

Olá, Crys, amada amiga!

Entendo que amor verdadeiro é consciente, sim.
Paixões avassaladoras nunca fizeram meu gênero. Gosto mais de ficar consciente, em tudo.
Também entendo que, com o avançar da idade, ficamos mais seletivos e mais exigentes. Queremos qualidade, respeito, comprometimento, enfim, estas coisinhas que nos fazem tão bem!
Porém, respeito o que cada um quer vivenciar.
Valeu, amiguinha!
"eu tavo cum sodade".
Excelente carnaval pra você!
Muita paz! Beijosssssss

paulo disse...

Paixõs platônicas avassaladoras!!!
Se não der estas, que tenhamos outras paixões, de outros tipos, mas que estejamos apaixonados...

Beijos Cris

disse...

Eu sou da seguinte opinião: Nunca é muito tarde.. seja para o que for que vc se propor....
um beijo querida..
espero que esteja tudo bem....

Anônimo disse...

top [url=http://www.c-online-casino.co.uk/]uk online casinos[/url] brake the latest [url=http://www.casinolasvegass.com/]casino las vegas[/url] unshackled no deposit reward at the chief [url=http://www.baywatchcasino.com/]baywatchcasino.com
[/url].

Anônimo disse...


[url=http://ph-pills.com/item/generic_propecia.html]order propecia[/url]