Eu penso (também) assim:

Desejaremos, um dia, o que vivemos: realidade fugaz dos sentimentos,
cheios de paz, de gozo e amor insano!



5 de abril de 2009

Não há bem que sempre dure!

Um dia um casal se conhece, coração bate mais forte, fazem promessas, se casam e de repente, percebem, que acabou, eles se separam. Vai cada um para seu lado. Mas o que será que faz um casamento acabar? Segundo estudos, o casamento vive de crises. Crise dos sete, dez, vinte, trinta anos de casado. E por que não, dos três, dezessete, ou vinte e nove anos, ora, crise é crise seja lá com quantos anos for.
A maioria dos casais, compactua as coisas boas do passado, esconde as vicissitudes do presente, posterga os problemas futuros. Porém, o mais difícil de uma relação é o convívio diário. A renúncia.
Nos idos de "milnovecentoseantigamente", a mulher, - e porque não o homem também -, achava que a maneira mais fácil de sair de casa e/ou fugir dos pais opressores, era casando.
Ainda hoje, encontramos alguns casos, mas antes era bem mais comum. Sem querer generalizar, tudo efêmero, lua de mel, paixão, amores, promessas. Os filhos chegam, crescem, entram na adolescência, a posição social, os amigos em comum, família, enfim...
São argumentos pra segurar as pontas. É chegada a hora de tentar salvar a relação. Ou saber a hora certa de se separar, antes que acabe de vez.
O homem chega em casa, cheio de amor pra dá, mas a mulher tá lá, ligada na novela das seis, das sete, das oito. A mulher passa horas no salão, corta, pinta o cabelo, faz manicure, e o homem não tá nem aí, não nota nada. O casal vai ao restaurante, cinema, e não há nada a dizer um ao outro.
Quando o casamento chega nesse estágio (crise) é melhor sair fora.
Outro dia, eu e o marido estávamos almoçando no shopping, quando encontramos um velho e querido amigo. Convidamos pra sentar com a gente. De cara, já percebi mudanças gerais nele. Digamos que deu um trato no visual. Mais magro. Os fios grisalhos? Sumiram todos como num passe de mágica. Vestia jeans, camisa pólo e usava o último lançamento da nike. Pra quem era formal em se vestir, achei muito estranho. Até o velho carro foi trocado por um esportivo.
Eu reparo tudo, perceberam, né?!?!
Uau! Pensei com meus botões: 'Aí tem treta'. Não deu outra. Meu marido apertou a minha mão, sinalizando, "fica quieta"! Fiquei. Conversa vai, conversa vem, ele solta:
"Fui fisgado por uma linda garota, ela se encantou por mim."
Eu nem queria ser tãããooo indiscreta..., mas depois que ele veio com o papo de "eu nem queria, mas, sabe como é... ela é jovem, encantadora, fala com jeitinho... aí me pegou de jeito!"
Eu - Tu foste foi seduzido por uma Lolita.
Mas quem disse que ele me deu ouvido? O cara quando pensa que tá por cima da cocada preta, é mais cego que toupeira.
E foi assim, cego de paixão, pela "Lolita", e sem dá aviso prévio, pegou sua escova de dente e saiu de casa. Na pressa, deixou pra trás, mulher controladora, chateações dos filhos, leituras dos jornais todos os dias só pra fugir das "obrigações" de marido, almoço "sagrado" de domingo na casa da sogra. Neruda, Vinicius, Orlando Silva, Sinatra, até o cd da Ângela Maria autografado. Afastou-se dos amigos do jogo de tênis, da bola, parentes, de todos que faziam parte do seu passado. Virou o famoso "arroz de festa". Não perdia uma badalação, sempre a tiracolo com a Lolita. Como diria um amigo... Enfim!

Ontem, por acaso, encontramos o nosso querido amigo. Estava baqueado. Visual detonado. Olheiras enormes e escuras. Cabelos em desalinho. Na conversa ele diz para meu marido, (quase que me ignorando completamente)
- Cara, minha vida está um inferno! A garota não me dá sossego. Toda dia é dia de onda. É balada, barzinho, abadá, tênis da Nike, calça da zoomp...
- Mas, não era o que você queria?!
- Não cara, não dá pra acompanhar, tu não tem idéia.
- Não tenho mesmo! Ou tenho?!?!
- Ontem foi a gota d’água. Sabe a minha bursite? Pois é. Ela não deu a mínima quando eu me queixei e pedi que me trouxesse um analgésico, disse que estava ocupada baixando fotos para o orkut, MSN.
Meu apto, vive cheio de jovens, som alto, só se ouve Ivete Sangalo, Beyonce, Charlei Brown Jr.
- Latino, Claudia Leite, Pitty
- Pô, não sacaneia comigo. Você tinha razão, mulher nova é um espeto.
- Sai dessa, meu amigo, ou vai acabar enfartando.
- Também acho. Então, faz um favor, fala com ela.
- Ela quem?
- Com a minha ex. Fala que me arrependi, que faço o que ela quiser, não domino mais o controle da tv, baixo a tampa do vaso sanitário, leio até Paulo Coelho... Eu já nem ronco mais, diz pra ela!
- (uma sonora gargalhada do meu marido)
- Me diz aí, cara, como você está tanto tempo casado?
- Simples, minha mulher é inteligente. Ela me faz crer que eu decido tudo em casa.

8 comentários:

Shi disse...

Situação mais comum que essa impossível, né? Agora vê se quando a mulher enjoa da rotina, das puladas de cerca, das bebedeiras, dos amigos chatos, dos almoços com a sogra, da grosseria, da falta de sexo e arruma um garotinho, ainda que ela se arrependa, prestenção se ela faz questão de voltar pro marido? Homem é fraco (nos mais diversos, possíveis e impossíveis sentidos)! Deus ajude pra que a mulher desse não o queria de volta! rs :-|
Eeeeeeeeeeeeeeeeenfim, né?
Bjo, boa semana!

Paulo R. Diesel disse...

É Cris, a vida tá dura...

Beti Timm disse...

Crys,

quase chorei de pena do amigo de vcs. Tadinho a moçoila detonou a criatura! Mas foi mrecido!

Em toda relação tem que haver uma concessão, um entendimento de ambas as partes. Sempre digo, que é melhor muitas vezes por um ponto final, para não deixar a mágoa superar tudo de bom que se construiu. O companherismo pode ficar, mesmo depois de separados. Melhor isso, que uma raiva eterna.

Beijinhos

Cadinho RoCo disse...

Não tem jeito, a água do rio sempre vai para o mar.
Cadinho RoCo

Marta Matos disse...

Oi querida amiga, como vc está ?
Infelismente eu não voltei com o blog. Passei lá e vi tão abandonado e resolvi desejar boa páscoa, se alguém passasae lá. E qual não foi minha surpresa e hoje vi seu comentário. Valeu querida!
Um grande abraço pra vc!
Boa tarde e desde já um bom feriado.

clarice ge disse...

As relações humanas são complicadas mesmo, se desgastam mas também tem o poder de recuperação. Ambos tem que investir, né?
A fantasia pode melhorar ou destruir a estabilidade de um casal, depende de onde ela surge... (mas ver uma Lolitinha ser cúmplice deste estrago deve doer muito, que dio nos livre delas, rs).
Beijo Crys

Soninha disse...

Olá, Crys!
Pode-se falar sobre esta situação comum zilhões de vezes, mas, nunca os homens vão entender.
É sempre assim e vai continuar sendo. Parece que só testosterona é que vale. Só que, testosterona não é sinônimo de raciocínio. E a idade vai avançando, assim como os problemas decorrentes dela.
Bem feito pro seu amigo. Tomara a ex esposa não o aceite de volta. Tomara ele viva o resto de sua vida, arrependido, falido e f...ido...rsrsrs.
Brincadeiras a parte, a questão do relacionamento conjugal é muito importante. Principalmente nos tempos de hoje que mostram apelos muito fortes e quase impossíveis de competir.
Há que se mudar o mundo, mas, tem que se mudar as pessoas, a forma de pensar das pessoas...Sair da mesmice...Sair da acomodação e acompanhar as mudanças da vida.
Deixar de ser o "homem velho" para viver os tempos modernos como "homem novo",
Muito legal o tema, viu! Ainda vamos falar mais.
Muita paz! Beijossssssssssssss

manoela disse...

pois é, esses homens... agora... a mulher dele ter que ouvir um pedido de volta... que raiva hein, ninguém merece. mas enfim, crises acontecem com todos, o importante é falar com franqueza sempre, e não deixar para resolver os problemas depois. bjo grande crys!