Eu penso (também) assim:

Desejaremos, um dia, o que vivemos: realidade fugaz dos sentimentos,
cheios de paz, de gozo e amor insano!



1 de março de 2009

Ser criança! Ser feliz!

Quem não gostaria de ser criança por um dia!
Eu adoraria!
Reviver a minha infância, a inocência perdida.
Viver as brincadeiras tranqüilas, e acordar sem preocupações.
Dormir na cama dos meus pais, bem no meio deles.
Ir às aulas de balé e natação.
Ir à aula particular da chata da profª Terezinha, só pra comer os biscoitos amanteigados.
Plantar feijão no algodão.
Tomar banho de chuva.
Comer manga verde com sal.
Esperar ansiosa as figurinhas para colar no álbum.
E trocar as figurinhas repetidas com os amigos da escola.
Brincar de roda "...Pai Francisco entrou na roda, tocando o seu violão, bi–rim-bão bão bão..."
Brincar de esconde-esconde, amarelinha.
Pular corda, andar de bicicleta.
Dançar, namorar, beijar na boca escondida dos pais.
Usar batom vermelho da irmã mais velha.
Escrever cartas inocentes de amor.
Falar na língua do P.
Saborear as delícias que a minha avó fazia. Ahh, o doce de jambo, que delícia!
Passear na praça com minha madrinha e estar sempre sob a proteção dos seus olhos.
Sentir-me segura pelas ruas da cidade.

Ser criança é saber viver o que a vida tem de melhor.
Sorrir e gritar de alegria pela liberdade.
É acreditar novamente nas pessoas.
É fazer brincadeiras inocentes.
É não se importar com horas e com regras de gente grande.
É abraçar o tempo, voltar ao passado e reencontrar com todos aqueles que fizeram de mim uma criança feliz!
Só em imaginar, surgem intermináveis recordações, todas elas repletas de amor, saudades e emoção.
.

14 comentários:

Ana Lúcia. disse...

Crysssss! Queridérrima!!!!
Quase surtei... pensei que você tivesse copiado meu diário escondido, guardado e "já bem amarelado pelo tempo"... (rsss)
Você tirou xerox??
...
Você está tão danadinha... Virou agora,
"palavras doces
em domingos azuis"...
Ler "voltar à ser criança" é viajar no tempo e viver cada uma das recordações...
Quantas emoções:
as da época,
as de hoje com a saudade do tempo que não marcava decepções,
tão somente
inúmeras realizações.
Você foi implacável e impecável...
Emocionou,
trouxe gargalhadas antiqüíssimas parecerem atuais, reais...
Os olhos alagaram,
o sorriso largo manteve-se do início ao fim...
nem sei se tem fim...
o resto do domingo vai ser um caminho reverso,
um sucesso infantil
há muito para ser recordado
tudo está aqui
e lá
no baú secreto do nosso eu
que começou na infância
está abarrotado
e será nosso melhor amigo até o último ponto final,
eu
talvez,
deixe uma vírgula,
pois quero sempre mais
insisto
persisto
quero CONTINUAR!!
Você arrasou!
Nota dez em alegorias
Nota dez pelos compassos
“ calmos” ... “acelerados”.
Nota dez ao conjunto harmonioso.
Nota dez ao seu lindo coração!!
Deixo aqui um beijãozinho emocionado, e um abração apertadinho grato...

Dora disse...

Crys! Depois do "breve" comentário da Ana...rs, ninguém tem mais o que falar...Concorda?
Mas, eu tenho. Porque sou tão tagarela quanto essa menina! rs
Crys. Lendo você aqui, fiquei pensando que Infância é a parte melhor de nossa vida. Não tenho dúvidas mais. Há mil outras fases boas e prazerosas, mas, nenhuma se compara à intensa vivência da infância.
Por isso, eu julgo quase um ato criminoso o fato de se "tirar" essa fase de alguém. Como sabemos que ocorre...Há crianças que não conseguiram vivenciar a infância, devido aos desmandos dos adultos.
E seguindo suas frases, refleti sobre tudo isso...
Feliz de você, que teve sua infância preservada.
Adorei seu post!
Beijos nessas bochechas lindas!
Dora

loba disse...

Crys, adorei te ver criança, embarcar nas suas lembranças e no seu querer infantil!
Mas, olha, eu não queria ser criança não. Quero mesmo é cultivar a criança que guardo e que, se não pode pular amarelinha, tenha sempre a alegria e os olhares infantis. Dificil, né? Mas nunca impossível! rs...
Querida, um beijo grande e obrigada pelo carinho!

shi disse...

Putz, a memória que eu tenho da minha infância é do dia de ontem! rs. Vc tem razão: é bom crescer (ooops! rs), mas bom mesmo é ter aquela criança pra lembrar. ;-)
Bjo, manazinha!

Lino disse...

Sonhar não custa nada. E no nosso sonho podemos, sim, ser criança de novo, vivenciar o que vivemos, nos divertir.
E se não conseguirmos voltar no tempo, pelo menos podemos manter o espírito de alegria.

Beti Timm disse...

Crys,

está aí algo, que me pos a a questionar! Gostaria de voltar a ser criança, pela beleza desta fse, mas não pela minha infãncia, que foi com muitas privações, não podia visitar meus amiguinhos, nem tê-los na minha casa. Foi uma infância e adolescência muito sofrida, e sendo assim não guardo boas recordações. mas gostaria de ser uma criança de agora, pela simples essência de ser criança.

Beijos carinhosos

manoela disse...

oi crys!!! eu fiz muitas dessas coisas... mas acho que a minha criança ainda é bem viva em mim, é bom não deixá-la morrer né, bjo grande, saudade!

clarice ge disse...

Criança não é feliz o tempo todo, mas felizmente tem a inocência de não amargurar o que passou. É isso que gente grande "esquece"... esquece de lembrar só o que há de bom. Esquecemos a inocência de nos deslumbrar com cada coisica atoa.
beijinhos Crys

Soninha disse...

Olá, Crys, amada amiga!
Os que lerem seu texto voltarão no tempo, com certeza!
Que alegria recordar os tempos de criança! Mas, é legal, também, conservar a criança que temos dentro de nós...Nos permnitir fazer qualquer coisa, mesmo as que as crianças fazem, com a diferença da responsabilidade que a idade adulta nos traz.
Sabe, ainda posso brincar destas brincadeiras, literalmente...Com minhas netas e com a criançada lá da Creche (CAPSAV)...
Nestes momentos volto a ter 5 anos, 6, 7...no máximo 10...
Que delícia!
Muito legal poder participar de seus momentos criança.
Muita paz! Beijossssssssssss

Belle Rodrigues disse...

Linda,
Por incrivel que pareca, eu estava falando sobre isso essa semana. Meu marido chegou em casa e eu estava deitada na minha cama com o Daniel (meu filho) assistindo Tinkerbell, com a televisao em volume maximo! Bom, essa eh uma das vantagens em ser mae. Porque a gente pode "voltar" a ser crianca quando estamos com os nossos filhos.
Eu ADORAVA a lingua do P.
Uma fase inesquecivel nas nossas vidas.
Simplesmente adorei!!!
Um super beijo e, estou de volta no Blog... Se Deus quizer por muito tempo!!!! No meu blog, voce pode ver o link para o meu outro blog que chame-se Daniel's kingdon!!!

Nilson Barcelli disse...

Olá Crys, encontrei-a a partir de amigos comuns... E gostei do seu blogue e deste magnífico poema. Parabéns pela abordagem ao tema, muito original e agradável de ler.
Como não podemos voltar a ser crianças, há que alimentar a criança que ainda há dentro de nós.
Beijinhos.

dácio jaegger disse...

Lindo muito lindo este seu cantar,
para encantar! Ah, se o senhor dos tempos te ouvisse e a muitos escutasse ninguém iria mais trabalhar, iriam todos brincar, eu no meio. A muitas perguntaria se elas brincam como eu brinco, será? Homem não me interessa, o melhor da Criação é a mulher. Tô igual que a Loba. Querer ser criança de novo é tão utópico quanto entrar no útero da mãe. Lá sim é que é um bom lugar. Adoro ser criança, agir como tal com adultez (neologismo dj)e altivez do alto dos meus 1,72 ms. Ser criança é preciso! Beijus adultos

Miguel disse...

Crysoca querida, mesmo impossibilitado de escrever, adorei o teu texto e me obriguei a dizer isso a vc querida amiga.

Soninha disse...

Olá, Crys...
Andei roubando algumas fotos por aí. Eu queria ter aimagem de minhas amigas blogueiras ede outras tantas amigas, juntinho de mim, lá no Roda.
Não consegui acha nenhuma imagem sua...snifff.
Mas, coloquei seu crystal na galeria de fotos do slideshow que fiz em homenagem ao dia internacioanl da mulher.
Assim, poderei comemorar junto com estas mulheres fantásticas.
Muita paz! Beijossssssssssss