Eu penso (também) assim:

Desejaremos, um dia, o que vivemos: realidade fugaz dos sentimentos,
cheios de paz, de gozo e amor insano!



11 de julho de 2008

Regando o Jardim

Olá pessoas amigas da Crys.


Conversei com ela ontem por telefone, e pedi que me deixasse vir até seu Jardim, regar as plantinhas, e dar noticias a todos vocês que a querem tão bem...

Como todos sabem, o sobrinho da Crys estava hospitalizado, um garoto guerreiro, forte, mas que cumpriu o seu prazo entre nós e depois de muita luta, deixou nosso plano, desencarnando finalmente.

Como não poderia deixar de ser, a Crys ainda esta muito sensibilizada com essa passagem, e não gostaria de trazer esse sentimento para os amigos que ela tanto gosta.


É um momento de introspecção, completamente compreensível, e também de muita fé, muita coragem, para seguir a vida com toda a alegria que o sobrinho, com toda certeza, gostaria que sentissem.

Foi um moço que abrilhantou a existência de todos que o conheceram, de todos que privaram da sua companhia, e em momento algum, nem mesmo durante sua estadia no hospital, mostrou-se indigno de admiração, ao contrário, conservou o tempo todo o bom humor e o brilho nos olhos.

Portanto, é com um carinho redobrado que escrevo essas letrinhas aqui, para que todos saibam da passagem desse jovem guerreiro ao plano maior, e também para que todos entendam o momento da nossa amiga querida.

Deixo-os na certeza de que a Crys esta bem, precisando apenas de um tempo para que suas emoções voltem a centrar e então a teremos aqui, de volta, recebendo-a com todo nosso apreço por ela.

Crys, obrigada por ter-me permitido vir aqui regar as tuas plantinhas, tenho certeza de que não saberei cuidar do teu Jardim com a tua desenvoltura, mas o amor que estou dedicando a elas, talvez compense um pouquinho a tua ausência.

Claudinha (blog Plataforma da Estação)

19 comentários:

Srta. Bia disse...

Beijos...
E tanto Crys como o sobrinho estão em minhas orações de paz e tranquilidade. Até!

Paulo R Diesel disse...

Força Crys e obrigado Claudinha por dar-nos notícias.

Bj.

Dora disse...

Rô. Estou com você aí. Abraço-a, choro com você e meu coração bate junto com o seu...
Minhas orações continuam para você e os seus.
Dora

disse...

Ola Crys.. soube pela Claudinha do seu sobrinho e nao sei que "força" hj me trouxe aqui e li o texto que ela mesma escreveu sobre o acontecido ...
Nessas horas de dor.. de incertezas..eu lembrei de qdo vc foi me visitar la no blog e se sentiu tocada por um texto que fiz a um amigo que havia partido..e fica aqui para vc como presente uma parte deste mesmo texto:

"O meu lado mais egoísta chora a sua partida, a certeza de sua ausência.
O outro lado sabe que um dia todos nós nos separaremos.
Sentiremos saudades: das descobertas, dos momentos de dúvidas, das conversas jogadas fora, dos muitos risos, do companheirismo compartilhado...
Nisso tudo eu vejo o qto sou pequena diante de tudo que o Pai criou e da Sua Grandeza e Sabedoria. Da força que vem do vento, da água, das estrelas, das lágrimas, do esforço de levantar depois do tombo, da confiança, de sempre acreditar!
Uma troca que só é alcançada por pessoas que têm no seu interior a liberdade e leveza de espírito."

O tempo cura...as feridas cicatrizam..as dores se amenizam.. mas o importante é seguir, e qdo a saudade apertar tentar apenas lembrar que saudade so se tem qdo amamos..ter saudade é saber que se viveu(nao importa o tempo..) e que ha historia pra contar..
Que o Gde Pai a abençôe.. sua familia..e lhes dêem forças necessarias para o entendimento e a aceitaçao de que Sua Vontade sempre há de prevalecer..
Um gde beijo e o meu fraterno abraço..

Lê...

Zeca disse...

Crys,

saiba que continuo orando por ele, para que faça sua transição em paz e por todos os familiares e amigos que o amavam, para que encontrem forças para enfrentarem este difícil período de luto.

Deixo beijos. E carinho.

Anônimo disse...

Quando alguém querido parte, parte nossa alma... dói demais e nos deixa desorientados. Queria poder te dar um carinho que amenizasse, mas sei que nada ameniza a dor e a incompreensão. Talvez só o tempo tenha o poder de fazer-nos aceitar e prosseguir...
Querida Ro, sinto muitíssimo por ti e por todos os teus.
Beijo no coração
cla

mundo a fora disse...

Crys linda, depois de muito tempo sem vim aki affffffffff
arrumei um tempo e te dediquei um selinho, nem sei se vc gosta (acho q não) + lembrei de vc =D

bjoka no coração e tudo de bom pra ti

sucesso!

Loba disse...

Claudinha, filhotinha, com certeza vc é uma excelente jardineira. E amiga, o que é mais importante.
Dê meu abraço de solidariedade à Crys e diga-lhe que estou desejando força à toda família.
Beijos nela, beijos em vc!

dácio jaegger disse...

Quando um ente querido faz sua última viagem leva um pouco de nosso viver, e nos abate por algum tempo... de um modo geral nos perguntando o porquê. Porque viver é bom, apesar dos percalços que permeiam a existência de cada um. Apaniguados os há, mas nem sempre a cor rosa mantém o tom, vai ao azul, atinge o vermelho, tangencia no verde e chega ao preto.Dor é tão pessoal; bom seria se pudéssemos negociar porções no intuito de aliviar os sofredores de um momento. Mas a natureza não nos deu tal liberdade; deu nos o tempo, senhor de todas as angústias, desamores, ódios e paixões. Pois cada um amigo que se apresenta ante a desorientação aflitiva tem o poder de resgatar-nos, com seu carinho uma parte de nós mesmos. Eis que seus amigos estão aqui, menos do que devíamos, no tempo da escrita amável de Claudinha- por causa da lentidão das suas postagens, querida Crys, por causa de uma leseira bloguiana no espaço Cyberal, tão nosso.
Querida Crys, sinto muitíssimo por seu sobrinho e por todos os seus.
Beijo no coração.
Dácio

Zea disse...

Deixando aquí, uma flor, um beijo e muito carinho.

ZECA disse...

Essa flor, esse beijo e esse carinho são meus, viu?
Ficou Zea por falha no teclado, ou ansiedade minha...
Então,
outra flor,
outro beijo e
muitos outros carinhos.

Dora disse...

Rô. Como está você? Como estão vocês? Ainda oro, Ainda os guardo no coração. E deixo-lhes flores impregnadas de meus pensamentos de carinho.
Dora

loba disse...

Tudo bem aí, Crysoca? Se possível, dá noticias, tá?
Beijo

Karine Leão disse...

Crys,

Voltei para deixar meu beijo Karinhoso e ao ler deixo também toda minha solidariedade e meu forte abraço... entendo como ninguém, o seu momento, querida...
Tenha o tempo que precisar.. e volte na certeza de que um reencontro é certo para aqueles que se amam. Ao seu sobrinho, muita luz e paz!

Beijo muito Karinhoso e que DEUS a guarde na palma da Mão!

Karine Leão disse...

Crys,

Voltei para deixar meu beijo Karinhoso e ao ler deixo também toda minha solidariedade e meu forte abraço... entendo como ninguém, o seu momento, querida...
Tenha o tempo que precisar.. e volte na certeza de que um reencontro é certo para aqueles que se amam. Ao seu sobrinho, muita luz e paz!

Beijo muito Karinhoso e que DEUS a guarde na palma da Mão!

nelson disse...

Uno o meu pensamento ao de todos que estão dando forças a nossa querida amiga...um beijo Crys!

Dora disse...

Grande abraço, Rô! Desejos de dias de sol...
Dora

Anônimo disse...

carinhos, muitos.
cla

marta matos disse...

Oi amiga, não sabia que estava passando por esse momento triste. Estou orando por todos vocês.
abraço e fica com Deus.