Eu penso (também) assim:

Desejaremos, um dia, o que vivemos: realidade fugaz dos sentimentos,
cheios de paz, de gozo e amor insano!



16 de maio de 2008

Blogagem Coletiva - Coisas do Brasil

Coisas do Brasil, é o tema da Blogagem Coletiva, uma iniciativa de Andréa Motta do Blog "Leio o Mundo Assim", a proposta é que cada um escreva um pouco sobre aquilo que é mais representativo de sua região ou cidade. É uma idéia fascinante, que nos proporcionará a troca de conhecimentos desse país, chamado Brasil. O texto a seguir, foi baseado em várias coletâneas tiradas da internet, com muitas das minhas considerações. Conheça, desfrute e aprenda um pouco do que há de bom neste pedaço do norte do Brasil, que é a cidade de Belém, do estado do Pará.


Belém - Cidades das Mangueiras
O paraense é mais do que um brasileiro com feições de índio ou/e a desconfiança e a timidez dos caboclos. O paraense é gentil, chama todo mundo de mano. Quando conta a história de alguém, não afirma nada, começa com frases do tipo: “diz que...” ou "paresque" (corruptela de "parece que"). Paraense fica logo amigo. Chama pra sua casa, faz almoço, eita povo hospitaleiro, fala se não é?

O paraense gosta de comer bem e sabe apreciar um bom prato, que em dias de festa, são normalmente, regados a tucupi e temperados com pimenta de cheiro. O pato no tucupi, maniçoba e tacacá, são pratos típicos de nosso estado que você encontra facilmente nas esquinas das ruas de Belém. O tacacá é muito apreciado, logo após a chuva da tarde.
Paraense não gosta de comer peixe pitiú (cheiro ruim, característico do peixe, é fácil sentir com maior intensidade no mercado do VER-O-PESO).
Paraense gosta de tomar açaí com farinha de mandioca ou tapioca, acompanhado de pirarucu frito e camarão salgado no almoço e tirar a sesta depois do almoço.
Temos frutas que bem poderiam ser nome de pássaros e estes poderiam ser nomes de peixes, que ninguém de fora ia notar muito a diferença. Quem é de fora raramente vai saber o que é taperebá, tucumã, bacuri, bacaba, pupunha, cupuaçu.

Só paraense tem seguro contra as mangas que quebram os pára-brisas dos carros, pena que não tem seguro pra nossas cabeças, porque 8 entre 10 paraenses já foram vítimas de “mangada”...ui! Mas o melhor mesmo, é voltar das festas de madrugada e passar no túnel formado pelas mangueiras e recolher as mangas que caem na Praça da República pelo simples prazer de ser paraense.

Temos uma linguagem diferente. Égua, pra nós, é exclamação, admiração, susto, xingamento, surpresa! Égua, como vc é linda! (Nossa, como vc é linda). E temos muitas outras palavras aqui, que só paraense entende.

O paraense sabe fazer papagaio (pipas) e curicas com talas de palmeira e papel de seda para os filhos. Só as crianças paraenses sabem o prazer de brincar e de construir os brinquedos de mirití*, mais graciosos não há... As crianças paraenses jogam peteca e não bola de gude.

(Brinquedos de Miriti*, uma fibra leve da palmeira também conhecida como Buriti e chamada de isopor da Amazônia, são fabricados há 200 anos no Pará.)


Nós somos tudo índio, tudo parente, como diz o cantor paraense Nilson Chaves numa de suas canções... Somos muito caboclos e meio encantados.


mosaico de ravena - belem para brasil


Nilson Chaves - Sabor Açai


Paraense, tem alto verão em julho quando a maioria do Brasil morre de frio. E quando está aperreado (stressado), viaja para as praias de:

Salinas,
Mosqueiro,
Algodoal,
E tantas outras como, Marudá, Vigia, Ajuruteua, Crispin, Outeiro... E fica lá, de papo pro ar, esfriando a cabeça, até tudo se acalmar...
Ou vai apreciar as belezas da Ilha do Marajó, que está rodeada pelos rios Amazonas e Tocantins e pelo oceano Atlântico. Paraense que é paraense gosta de pular de cipós nos igarapés e se balançar na rede, pra tirar um ‘cochilo de tardinha.’

Paraense gosta de festa, de carimbó, siriá, marujada, de guitarradas...

Carimbó

Marujada


O caboclo parense, quando não tem nada pra fazervai pra beira do rio, pegar um peixinho pro jantar ou ficar ali, espiando o pôr-do-sol, porque paraense também é meio contemplativo.

E por falar em não fazer nada, que tal ‘fazer nada’ nos fins de semana, com amigos, com família, na Estação das Docas. Tomar um chopp sozinho ou com amigos e ver aquele final de tarde maravilhoso de nossa capital as vezes chuvoso outros não, mas sempre maravilhoso.

A pontualidade é lordico-tupiniquim do nosso chá das 17hs que só começa as 18hs. Estação das Docas é um ponto de visita obrigatório para os turistas, o local passou de porto para centro de lazer no ano de 2000. Galpões de ferro ingleses do século XIX, antes usados para o armazenamento de carga, foram restaurados e hoje oferecem lazer e conforto para os paraenses e visitantes. Apresentações teatrais, de grupos folclóricos, uma rica culinária, cinema, exposição de peças históricas e eventos comerciais são os atrativos do espaço. Pra todos os amantes de um bom papo, é um bom ambiente, boa paisagem, bom clima!

Paraense cheira a Patchouli , Cheiro do Pará e não deixa de tomar banho com ervas perfumadas, que é para tirar o mau-olhado e o quebranto, é o nosso famoso banho de cheiro pra lavar a ziquezira.

Curas de corpo e de alma. Paraenses, é meio místico, meio pajé, (com uma floresta tão imensa, não poderia ser diferente!). Você encontras essas ervas e muitas outras coisas, no nosso Mercado do Ver-o-Peso.


Ao mesmo tempo que, temos o privilégio ter as bênçãos da Nazinha, com toda intimidade que eu, como paraense tenho para chamá-la assim a Nossa Senhora de Nazaré, que em outubro, na festa do Círio, sai da Basílica de Nazaré, para desfilar na berlinda ornada de flores, abençoando todo mundo. Não há paraense, turista, brasileiro e gringo que não engasgue de emoção.
Somos orgulhosos por sermos assim, essa mistura morena, brejeira e gostosa, por sermos autênticos, pela cultura que temos, por nosso sangue índio que a outros se misturou e que nos faz ser PAI D'ÉGUA! (PAI D'EGUA = ser O MÁXIMO!)

Todas as imagens foram retiradas da internet. Texto baseado em vários artigos (de livros e internet consultados) sobre a cidade de Belém. Pra conhecer mais o estado Pará, você pode consultar outros sites:

http://www.cdpara.pa.gov.br/miriti.php
http://www.prodepa.gov.br/sbc2008/belem.html http://www.triptobrazil.com/viagens/ilhademarajo.htm
http://www.aoli.com.br/dicionarios.aspx?id=PA

Chegou no Pará, parou. Tomou açaí, ficou!

46 comentários:

Georgia disse...

Crys, que lindo é Belém. Eu nao conheco. Mas imagina vc que me esposo alemao sim. E ele adorou a pimenta dai.
Eu sempre ouvi falar do Pato no Tucupi, sempre fui doida pra comê-lo e agora vc coloca essas delícias no ar. Isso é pura maldade com quem vive fora como eu, rs. E farinha de mandioca. Aqui nao tem. E comer tapioca com côco, com leite condensado...eu sou uma carioca que come de tudo, viu.
Que lindo a alameda das mangueiras, nao é a toa que Belém é conhecida por elas.No RJ qdo crianca tb brinquei com brinquedos de miriti, comprados na feira nordestina em Sao Cristovao.
Valeu tudo o que vi aqui.

Bom fim de semana

Beijao

Ronald disse...

Crys, isso que eu chamo de post que atiça a vontade do amigo, hehehehe... Meu filho, velejador, já passou por ai e diz maravilhas do lugar. As fotos por si só diz tudo...


Um beijão

QuincasB disse...

e cadê a folclórica dança dos sindicalistas em praça pública?

Susanna Martins disse...

Crys, que lugar maravilhoso. A gente conhece Pará apenas peo açaí, que eu amooooo, mas égua!! que lugar ricoo!!
Depois de ler alguns post's dessa blogagem coletiva eu pude perceber o quanto o Brasil é rico e lindoo, eu já sabia, mas agora eu tenho certeza!!!
Abs
Susanna Martins

shi disse...

Manazinha, e Alter do Chão??? Jesus, que lugarzinho maravilhoooooooso!! Belém é linda, ficou bem claro, visse? rs. Bjão!!!!

Dora disse...

Crys! Eu cheguei quase a chorar! Que coisa boa demais é essa sua cidade! Eu ainda vou conhecer...Eu sei que vou!
Por incrível que pareça, a fruta que mais amo é...adivinha? Manga! De qualquer tamanho, tipo, raça...rs Eu quero manga! Eu quero sentir o cheiro e o gosto de Belém!!!!!!!!! Não adianta ficar lendo e vendo...
Parabéns para você e sua cidade.
Que é sua e que é de nós todos: brasileiros!!!
Beijão!
Dora

Andréa Motta disse...

Obrigada, Crys, por nos contar as belezas de Belém. Você me fez lembrar de amigos que moram aí e que enviaram-me, outro dia, fotos da cerâmica marajoara. Obrigada por participar!

Osc@r Luiz disse...

Ah, que saudade que me deu agora...
Do Mangal das Garças...
Das Docas, com aquele chopp...
As mangueiras pelas ruas...
Ah, querida, preciso voltar logo aí!
Acabei de chegar a essa conclusão!
Parabéns pela postagem!
Beijo!

sergio disse...

Crys fiquei atordoado com tantas informações culturais e naturais do seu Estado! Parabéns! menina não posso ir aí não, se não fico... paranaense se afiniza com paraense! ...desculpa as brincadeiras...mas seu post é dez, te ofereço meu award e minha amizade! o aceitar ou não é de seu livre-arbítrio...adorei seu blog...bj e ótimo final de semana

Paloma disse...

Adorei! Lindo! Muita vontade de ir conhecer o Pará!Que delícia é bem conhecer o lugar onde vivemos para saber convidar de modo irresistível como você fez!

Lorena disse...

Lindo... eu não conheço nada do Pará, e fiquei apaixonada por tudo que li no seu post, além de muito emocionada (acho que foi efeito do belo texto lido ao som de tão bela música). Ah, adoro cupuaçu e maniçoba... Aquilo ali, o segundo prato, é maniçoba mesmo?? Se for... huuum!!! ADORO! Esse é meu lado nordestino falando mais alto! hehehehe! Tenho mta vontade de experimentar as outras comidas típicas do Pará, como o tacacá e o pato no tucupi...
E agora fiquei morrendo de vontade de conhecer mais esse lugar, que parece tão mágico nas suas palavras!

abraços!

NANDO DAMÁZIO disse...

Você tocou no assunto e eu digo que sempre achei a feição do povo paraense muito bonita, bem peculiar mesmo, é uma identidade ..
O que dá água na boca é a culinária típica, um dia estarei aí provando os quitutes, hehe ..
Excelente post ..
O meu é sobre .. Curitiba !!
Abraço, té + !!

Julio Moraes disse...

Mosaico de ravena - simplesmente surpreendente, mostra bem o nosso Brasil. Engraçado como tudo que vemos de nosso país 'la fora' sempre tem Belém nas fotos e contos.

Parabens pelo post, realmente um dos melhores.

abs

GR disse...

Belém não fazia parte do meu roteiro de viagens pelo Brasil até ler esse post. Me impressionei com a beleza do lugar! E o povo ser hospitaleiro, caloroso e amigo é mais um forte atrativo!
Agora, é verdade.. tem muito nome indígena mas eu sei oq é cupuaçu! (já q tem aqui tbm)
E enqto vcs falam "égua", nós falamos "macho" pra tudo! hehehe
Vou me dar mto bem qdo chegar aí e ficar na praia do Algodoal

Bom fim de semana
e Parabéns pelo blog

http://d--mentes.blogspot.com/

Claudinha disse...

Amadinha, adoro esses "dialétos" regionais... aprendi vários no RS, e acho que isso só enriquece o nosso país... muito interessante a forma de se expressar de cada região... agora...amada, foi cruel com a descrição culinária, né? e ainda coloca imagem pra deixar com mais água na boca... ai ai ai... acho que vou te visitar....rsrsrsrs... agora, fala sério... ter seguro para as mangas que caem nos carros... adorei!!!! E que praias são essas??? E a Estação das Docas, então??? Definitivamente eu vou te visistar...rsrsrs... quero também tomar banho e cheirar a Patchouli... e se ficar livre das "ziqueziras" então... ui... que luxo!!! Então... me espere em Outubro... que quero te acompanhar a festa do "Círio". Beijos amada, ficou lindo demais o teu post e eu... já reservando passagem para te ver!

Éverton Vidal disse...

Terra linda Crys! Muito semelhante a manaus em alguns pontos, e muito diferente também em outros. As fotos estao lindas, gostei especialmente das frtutas e do tunel de mangueira, mas todas estao lindas.

Ah é preciso ser do Norte para decifrar o Norte rsrs.

Beijo e parabéns pelo blog que é lindo!
Inté!

Dannyell disse...

Opa

fui em Belem no ano passado, viagem loooooooooooooooooooooooooonga, quem manda neh?rsrsrs

adorei o lugar, muito divertido, as comidas um tanto quanto exoticas para mim, rsrsrsr, mas este eh o Brasil.

obrigado pela visita e pelo comentário

bom finde pra vc

http://polecos.blogspot.com

Mel disse...

Crys, eu adoro açaí! Aqui chamamos de juçara (Maranhão). Conheço alguns pratos, mas juro que não tive coragem de comê-los!
:)
Nunca visitei sua cidade, seu Estado, mas tenho muita vontade. Engraçado como devido a proximidade, algumas características são semelhantes com o meu lugar: as ervas, o folclore...
Bom conhecer mais e ler sobre as peculiaridades do seu lugar.

Beijos e obrigada pelo carinho e visita.
Mel

Srta. Bia disse...

Menina que post show!!!!!! Parabéns! completíssimo e deixa qualque um babando para conhecer o Pará.
Adorei saber que paraense tem cheiro de patchouli. E tem coisa mais gostosa do que frutas com nomes indígenas? Não tem, com certeza não tem.
Mais uma vez, parabéns, Crys. Você é um ótimo exemplo de uma pessoa que ama seu estado.

Karine Leão disse...

Oi Crys (mais do que íntima... risos) Ainda mais ao saber que o paraense é assim logo fica amigo... e vai chamando pra um dedo de prosa lá na cozinha de casa, como todo bom mineiro, que recebe os amigos no melhor lugar da casa: a cozinha!

Linda, adorei e me encantei com toda a riqueza cultura de Belém e, também com a forma gostosa de você escrever!

Voltarei mais vezes!

Ah, adorei as fotos... tentei colocar... mas infelizmente sou leiga no blogspot e não consegui... mas eu aprendo, ah, aprendoooo...

Beijão Karinhoso,

Karine Leão disse...

Ahhhh... obrigadão pela visita e comentário no Ponto.

Volte sempre, será um grande prazer recebê-la!

E confessando um segredo meu: sou louca pra apreciar Pato no Tucupi...

Esse nosso Brasil é muito rico!!!

Mais beijos!

Crys disse...

Respondendo:

P/ Georgia: Obrigada querida, valeu muito essa troca de conhecimentos. Belém é assim, uma explosão de cores, cheiros e sabores. Há muita coisa em nossas raizes culturais pra ser explorada. Fiquei devendo, mas, quem sabe numa próxima blogagem. Bom fim de semana. Beijão

P/ Ronald: A intenção era essa mesma, de provocar os amigos a conhecer mais da minha querida Belém. Venha da próxima com seu filho, conhecer de perto as nossas maravilhas.
Obrigada pelo carinho, volte sempre. Um beijo!

p/ QuincasB: hummm, esses só em dias especiais que eles se apresentam. Beijo, Lê!

P/ Susanna Martins: Prazer grande, receber pessoas queridas, e descobrir que temos, apesar de estados diferentes, tanta coisa em comum, como por exemplo a paixão por nossa terrinha. Açaí, é tudo de bom, hoje mesmo eu tomei... e tava uma diiilííííciaaa! Bjos

P/ Shica: Segundo dizem, Alter do Chão (que fica em Santarém, municipio do Pará), é o famoso Caribe Brasileiro. É lindo, segundo meu marido, eu não conheço, mas deve ser sim, vejo pelas fotos que ele trouxe. Belém é linda mesmo, vc é uma que já comprovou. Bjocas!

P/ Dora: Minha amiga, eu te aguardo de braços abertos, junto com a minha querida Belém, que é de todos brasileiros, como vc bem disse, então é sua tb. Venha sim, traga o Celo, Luiz, tenho certeza que vcs vão adorar... beijoooooooooooossssssssss

P/ Andréa Motta: Eu que devo agradecer a vc Andréa, pela oportunidade que vc nos deu pela blogagem coletiva, de conhecer mais o nosso Brasil, e porque não, novos amigos. Por mais que se viaje, por mais que se leia, pesquise, não dá pra imaginar a imensidão que é, com suas belezas exóticas e com tanta grandeza cultural. Fiquei apaixonada pela blogagem, fiquei encantada com várias cidades, e particularmente, nunca escrevi com tanta vontade, e paixão o meu poster. Beijos, querida! Parabéns!

P/ Osc@r Luiz: Ah tá, vc já conhece, sabe então que não exagerei, né??? Só não perdôo por ter vindo e não ter me ligado, pra gente tomar um chopp na Estação ou quem sabe na Ilha de Mosqueiro... Beijos querido.

P/ Sergio: Se vier corre risco mesmo de ficar, segundo os paraenses é assim: "chegou no pará, parou, tomou açaí, ficou!". Vamos fazer uma permuta por um tempo, pq eu tb adoro sua cidade, o que vc acha??? rs. Como é que se recusa uma amizade, nuuuncaaa, jamaissss, tá mais que aceita sua amizade e seu carinho. Volte sempre, será um prazer. Beijos, querido!

P/ Paloma: Irresistível foi participar da blogagem, fiquei apaixonada por tantos lugares lindos e maravilhoso. E Vila Velha, quem sabe, será meu próximo roteiro de férias, aí sim conhecerei as maravilhas que vc descreveu tão bem, mais de pertinho. Beijocas, querida!

Ane disse...

Oi Crys!Eu tenho um sonho de conhecer o Brasil inteiro e com certeza sua cidade estará no roteiro.Belo post!Beijão!

Crys disse...

respondendo:

P/ Lorena: É como eu disse Lo (olha eu toda íntima), Belém é aquela que conquista pelo seus cheiros, cores e sabores. Belém brilha também com seus museus, igrejas e palacetes restaurados, cercados sem cerimônia por modernas áreas de lazer e centros culturais. Ruas sombreadas por mangueiras, enormes áreas verdes, bons restaurantes e bares cheios de charme completam o atmosfera da nossa cidade, que parece se renovar a cada dia. Maniçoba, é sim o segundo prato, apesar da aparência meio estranha, garanto que é um prato delicioso. Venha matar a sua vontade, nos te esperamos de braços abertos. Beijocas

P/ NANDO DAMÁZIO: Obrigada, pelo 'muito bonita' me senti a própria, rsrs. Mas realmente, nos temos traços marcantes, uma forte influência indígena. Assim como a nossa culinária, nossas danças folclóricas. Espero que vc venha, e goste. Assim como tantos paranaenses que já estiveram por aqui. Beijos! Bom fim de semana!

P/ Julio Moraes: Eu amo essa música, ela é um hino de cidadania e orgulho cultural. É um pouco de indignação tb. Obrigada pela visita, pelo carinho. Beijo!

P/ GR: Obaaa, que bom saber disso. Venha sim! Tenho certeza que vc vai ficar maravilhado com tanta beleza natural e acervos culturais. E quem sabe teremos a oportunidade de trocar mais informações de nossas cidades. Afinal faz tempo que não vou em Fortaleza. E Algodoal é um verdadeiro paraiso, acredite! Beijos e carinho!

P/ Claudinha: nem vou "falar" muito, prefiro te aguardar aqui, vc sabe que tem um cantinho reservado pra vcs. Faço questão de ser tua 'guia turística', mas com direito a sentar e tomar um chopp e saborear um bom prato típico, vc escolhe, eu gosto de tudo. Pode ser na estação das docas ou na beira da praia de Mosqueiro. Lela prometeu vir tb em outubro, agora imagine, nos três...ai ai , só de pensar já fico ansiosa. Faça as malas e venha, cá te espero. Beijos Clau_linda!

P/ Éverton Vidal: Manaus é a minha cidade de coração. Morei lá por três anos, e foi uma época boa, tenho muitos amigos que mantenho contatos até hoje. O norte cá te espera, venha tentar decifra-lo... rsrs. Beijos!

P/ Dannyell: Eu espero mesmo que tenha gostado, assim como espero que volte. Nossas pratos típicos, são realmente exóticos, e deliciosos! Se não provou, perdeu uma grande oportunidade. Obrigada pelo carinho, beijos!

P/ Mel: É Mel, eu reconheço, que se for pela aparência, ninguem se atreve a comer, mas tem que experimentar. Tenho amigos de outros estados, que pedem pra enviar a eles. Minha filha qdo vai a SP, leva maniçoba congeladas para uns amigos paulista. Enfim... tem que experimentar pra saber do que falo. Obrigada pela visita, agora que nos descobrimos vizinhas, vamos estreitar essa amizade. Beijos e obrigada pelo carinho!


P/ Srta. Bia: Vc não imagina, como foi prazeroso escrever sobre a minha querida Belém, cheia de encantos, tanta 'belezura'... rs. Obrigada Biazinha, bom demais saber que vc gostou. Beijossss, Bom fim de semana!

P/ Karine Leão: Acabei de dizer pra Bia, foi um dos posters mais gostoso de escrever. Acho que é assim, como todos que tem amor pelo seu pedacinho de chão. Tão culturalmente rico, peculiaridades impares, não podia ficar de fora da Blogagem que foi ou é um grande sucesso. Beijos querida, volte sempre, na cozinha ou no Jardim, vc sempre será bem vinda!
P.S: colocar fotos é fácil, qualquer hora, trocamos figurinhas e eu te ensino.

p/ Ane: Eu digo o mesmo, depois dessa blogagem sobre as coisas do Brasil, fiquei ansiosa por conhecer muitos lugares. Obrigada pelo carinho! Beijocas, linda!

Neusa disse...

Olá. Parabéns pelo lindo post. Sou apaixonada pela região norte e foi um prazer enorme ler o que voc~e escreveu. Beijos

Jacinta disse...

Eita blogagem coletiva dos meus sonhos. Estou viajando e em cada canto que paro, uma surpresa. Festas religiosas, Praias, clima, comidas...e aqui, essa "singeleza" no seu jeito de falar do povo de sua cidade. Lindo

Donna Chic disse...

Adoreiiii!!!

Irei visitar sempre este blog aconchegante!!!

Besitos*-*

Loba disse...

Vou começar dizendo do tanto que gosto de Açaí! rs...
Menina, este brasilzão é muito lindo né? É claro que eu já sabia um pouco de Belém (tenho um sobrinho e um ex que agora moram no Pará)mas conhecê-la através do seu texto e das fotos que vc separou é outra coisa! Amei!!!!
E amo os paraenses, viu? rs...
Beijocas

dácio jaegger disse...

Amiga minha, querida Crys! Desculpa o atraso em parabenizar vc pela verdadeira reportagem turística, digna de figurar nos melhores magazines que tratam de turismo tanto nacional quanto internacional. Não vejo o momento em que será requestada por algum órgão noticioso e quando isto acontecer quero estar entre seus amigos... Foto de locais belíssimos, tanto os da cidade em si quanto o entorno que mistura rios, igarapés e a famosa floresta amazônica. Belém, tem um resumo da diversidade amazônica, tão decantada desde séculos, vinda dos tempos áureos do ciclo da borracha, onde tantos estrangeiros pontificaram. Abrigada no Pará que significa o mar, o rio caudaloso, não em tupi mas em Caribe, grupo étnico vindo séculos atrás da América Central onde o grupo tupi indo do Sul do Brasil incorporou este e outros vocábulos, mostra que desde muito a região é um lugar de confraternização. Fantástica a vivência dos paraenses, dos belenenses. Meu beijo especial.

P_. disse...

Crysíssima, amei seu post. Amazonas e Pará têm coisas semelhantes, bem típicas da região. Tirando algumas particularidades da sua terrinha, me lembrei com saudades da minha. Estive em Manô ano passado em uma ocasião super chata, mas de alguma forma vale sempre a pena. Eu vou, me empaturro de tacacá, só como coisas beeeeeem regionais e toda santa noite rola o açaí com tapioca. Aliás, me recuso a aceitar essa mistureba que fazem no açaí daqui. Esses dias, na faculdade, uma colega vinha toda prosa tomando açaí com banana, mel, granola e amendoím. Putz.. sacanagem!!! rs
Beijo grande! :)

Zeca disse...

Cryzlindinha de Belém, do Pará!

Show de reportagem, de fotografias e de tanta provocação.
Estou sem camisa, com uma chibata de oito pontas finalizadas por bolinhas de chumbo, açoitando minhas costas para expiar a culpa de ainda não ter ido ao norte deste nosso país tão lindo e tão rico em sua diversidade cultural. Acabo de acrescentar Belém à minha lista de vigens prioritárias. Mas precisa ser uma viagem tranquila, com tempo para curtir muito a gentiliza e a hospitalidade desse povo tão delicado e gentil. Preciso de tempo para levar uma mangada na cabeça, pois seria inconcebível voltar para o sul sem ter essa aventura para contar. Preciso de tempo para deliciar-me com toda essa culinária e para aprender a reconhecer o que é fruta, o que é pássaro e o que é peixe. Preciso de tempo para deixar-me encantar pelo olhar caboclo, que mostra inocência, com uma gota de malícia. E deixar-me inebriar pelo cheiro de patchouli, ou de um revigorante banho de cheiro que me livre de todas as ziqueziras. Preciso de tempo para divertir-me com o carimbó,siriá, marujada... ou brincar com os brinquedos de mirití ou com os jogos de peteca. Ainda arranjo esse tempo!

Égua, como é linda sua cidade!!! Linda como a minha, sobre quem escreví: Paraty!!!

Beijos. Muitos.

Zeca disse...

Atenção: onde digo lista de "vigens" prioritárias, quero dizer viagens, não virgens... e onde digo "gntiliza", é gentileza mesmo... rs.
Égua, me encantei tanto que até me enganei!

Janaina de Almeida disse...

Muito obrigada por visitar meu blog e gostei muito de tudo que eu vi e li, emocionante.
Me lembro também do espetáculo de Parintins(Caprichoso e Garantido).
Beijos.

Espaço Mensaleiro disse...

Crys, vou ao Pará todos os dias
na leitura do BLOG ESPAÇO ABERTO.
Sei tudo que acontece ai.

Venha almoçar comigo aqui no RJ:
http://espacomensaleiro.blogspot.com
Será um prazer recebe-la.
Um abraço!
Eliana Alves

Du disse...

Vim agradecer sua visita e seu comentário! Seu post ficou lindo, simplesmente perfeito, eu não conhecia quase nada do Pará! AMEI!

Seja sempre bem vinda ao meu Norte.

Beijo

Crys disse...

Respondendo:

P/ Neusa: Eu é que agradeço, querida, pela visita, pelo carinho. Será sempre um prazer recebê-la aqui. Eu sou uma apaixonada pelo Brasil. Rico em beleza natural, cultural. Beijos!


P/ Jacinta: Obrigada, querida! Foi assim que me sentir, a cada blog que vistava. Sonhando em visitar todos os lugares, depois de ler e ver (nas imagens) tanta 'belezura'. Beijão!

P/ Donna Chic: Obaaa! Volte sim , seja bem vinda! Beijocas!!

P/ Loba: Não tem quem prove o açaí e não goste... eu não conheço ninguém! (rsrs).
Loba, eu nunca vi uma blogaem tão linda, tão rica em cultura. Fiquei encantada com cada canto que visitei. Em outras, relembrei lugares que morei e que visitei. Muito bom, mesmo!
Menina, conheço alguns mineiros, quem sabe são eles pessoas suas??? rsrs, já pensou, que coincidência??? Loba, viu a minha falha, em chamar Minas de cidade, troquei tudo, acho que foi o tour que fiz, e acabei confundido tudo, sei lá... é imperdoável. Enfim! rsrs. beijão!


P/ Dácio: Meu lindo, vc não tem do que se desculpar. Teu carinho sempre vem!
Mas cá entre nós, vc exagerou com esse papo de figurar nos melhores magazines, blá, blá, blá... coisas de amigos, como vc. Empolguei-me com a exposição das 'belezuras' de Belém, pq eu adoro a minha cidade e tudo que há nela. Isso me moveu a escrever com (mais) carinho e (mais) dedicação. Belém só enriqueceu mais economicamente no ápice do comércio da borracha. Temos toda uma bela história. Quem sabe num próximo poster eu fale disso. Tem muitas curiosidades. Meu beijo e meu carinho espeial pra vc tb.

P/ Paula: Umas das vezes que fui ao sul, vi num restaurante, "suco de açaí"... bateu curiosidade pedi um, primeiro, achei caríssimo, depois a decepção, era refresco de açaí... uma droga, pura lavagem de açaí. Com valor que paguei, eu compraria aqui uns dois litros, do grosso... Açaí bom é aquele batido na hora... pra tomar acompanhado com farinha e peixe salgado...ahhh , deu até água na boca! beijosss

P/ Zeca: bondade sua, meu querido amigo! Ms venha sim, cá te espero com uma cuia de tacacá numa das mãos e na outra uma cuia de açaí. Venha, que terei o prazer de lhe acompanhar e ainda lhe ensinar a dançar o carimbó...rsrs. Arranje o tempo e venha sim. Beijos. Muitos!

P/ Janaina de Almeida: Prazer recebe-la aqui, querida! Que bom que a blogagem além de nos proporcionar a conhecer lugares lindo, nos apresenta novos amigos. Mas Janaina é muito comum e compreensível as pessoas confundirem alguns municipios do Pará e do Amazonas, Paratins, por exemplo faz farte do estado do Amazonas. E a festa "do boi", que só tive a oportunidade de apreciar uma vez, é muito linda, sim! Vale a pena conhecer. Beijos

P/ Espaço Mensaleiro: Convite aceito. Obrigada pela visita! bjos!

P/ Du: Obrigada querida! Volte qdo puder e quiser, será sempre bem vinda! Bjos

Miguel disse...

Eu ainda vou até aí, principalmente depois que você me convidou para 1/2 duzia de choops bem gelados.....

Anônimo disse...

OI! como vc está? tudo bem? Gostaria de entrar em contato com vc através de seu email! Assunto particular.
Meu email é adriano@re9brasil.com!

Aguardo seu contato,

Grato

Adriano Oliveira
Aracaju - SE

Alê disse...

Olá Crys

Obrigada pela visita ao meu blog e me desculpe por apenas ter vindo aqui no seu cantinho hoje.

Que lindo é Belém do Pará!!!!

Fiquei encantada com a estação das Docas!!!

Beijos

Alê

Suelly Marquêz disse...

BYE BYE BRASIL, me lembrou a estrada BELEM -BRASILIA, e passando poraqui encontro tudo de bom BELEM DO PARÁ,
NADA FALTA AÍ, E A ILHA DE MARAJO?
OUTRO PEDAÇO DE COISA BOA, mercado do peso, as DEVOÇOES CRISTÃS EA CULINARIA NEM POSSO DIZER, DAS MELHORES! PARABENS E QUANDO VIER PRO CENTRO OESTE PASSE POR MINAS E SEJA BENVINDA EM UBERLANDIA ,TE RECEBEREI COM PAO DE QUEIJO E CAFE QUENTINHO UAI!!!!!!
suellymarquêz das geraes

Crítica e denúncia disse...

Cris, eu sempre quis conhecer Belém e agora preciso fazê-lo pois me apaoixonei pelas paisagens e pela hospitalidade desta gente tão bem descrita por você.
Que postal do Brasil maravilhoso é este teu Belém.
Deixo aqui meu abraço e saudade deste meu Brasil.
Belém, me espere, a gente ainda se vê.
Bjs
Alda

Franz disse...

Beleza de post! Gostei muito. Parabéns!
Só mesmo a gente que vive aqui tem o privilégio de desfrutar dessas maravilhas da natureza e da cultura paraônica.
Eu, que vivo aqui há 30 anos bem o sei.
Amazônicamente,
Franz

Anônimo disse...

Aprendi muito

Magali Pereira disse...

CRYS, VISITEI BELEM DO PARÁ PRA SABER DOS COSTUMES E CONHECER A CIDADE TBM .PQ? MEU NAMORADO MORA AI ELE É ITALIANO EU SOU DE S~/SO PAULU LOGO VOU AI CONHECER ESSE LUGAR LINDO . ADOREI TENHO CERTEZA QUE VOU SER MUITO FELIZ AI ABÇS

Anônimo disse...

A foto da casa em Algodoal, é a que eu e minha familia ficamos hospedados curtindos todos os minutos desta linda praia, e o catavento da fotografia, que época foi construído por meu pai com o objetivo de gerar energia, hoje não existe. E a todos os que ainda não conhecem Algodoal, inclusive paraenses, visitem, vale muito a pena!

Carlos Barretto  disse...

Amiga
Em primeiro lugar, parabéns pelo blog que divulga as coisas boas de nossa região.
Contudo, a imagem do luar no Murubira contida neste post é de minha autoria e está protegida por direitos autorais.
Vc poderá comprovar isso visitando o link abaixo:

http://flic.kr/p/4PnRjR

Mas não se preocupe. Minha intenção não é negativa. Você pode mantê-la sem nenhum tipo de problema. Tudo o que peço, é que vc adicione os créditos de autoria. Nada mais.
Desde já agradeço pela divulgação.
E me congratulo pelo ótimo blog.

Abs